Coronavírus em SC: Epagri promove curso on-line sobre pitaia e registra 150 participantes

  • Post category:Mídia
Sul de Santa Catarina produz 90% de toda a pitaia do país. Foto Aires Mariga / Epagri

Para manter os agricultores assistidos durante o isolamento social imposto pelos Decretos do Governo do Estado para conter a pandemia de Covid-19, a Epagri promove curso por vídeochamada sobre o manejo da cultura da pitaia. A quantidade de inscritos, que chegou a 150, surpreendeu os organizadores.

Pensando em uma maneira de levar informação até as famílias fruticultoras, os engenheiros-agrônomos da Epagri Diego Adilio da Silva, líder do projeto de fruticultura no Sul do Estado, e Ricardo Sant’Anna Martins,extensionista rural do município de Maracajá, organizaram um curso on-line sobre os manejos da pitaia. “O curso estava programado para ser presencial, tivemos que nos reinventar”, conta Ricardo.

O primeiro módulo do curso aconteceu no dia 1 de abril, às 21h, e tratou sobre os princípios do Sistema de Plantio Direto de Hortaliças (SPDH) no cultivo da fruta.

O Sul de Santa Catarina produz 90% de toda a pitaia do país. A fruta, que tem alto valor de mercado, gera renda e qualidade de vida para cerca de 200 famílias nessa região. Mas, como o curso é aberto ao público, agricultores que estão até mesmo fora do país tiveram acesso às informações.

O que os organizadores não imaginavam era que a adesão ao curso seria tão grande. Eles esperavam cerca de 50 interessados, porém a web conferência registrou 150 participantes.

Adesão poderia te sido maior, não fosse a limitação de público imposta pela ferramenta

Público

Entre os participantes do evento estavam técnicos da Epagri, da Emater Paraná, além de agricultores catarinenses e de outros estados brasileiros, como Minas Gerais, Bahia e Amapá. Um agricultor da Turquia também estava presente. A presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, abriu os trabalhos e seguiu acompanhando o curso.

Diego acredita que a adesão poderia ter sido até maior. “A sala virtual do curso apresentava 150 pessoas inscritas, mas eu não sabia que esse era o número limite. Outras pessoas podem ter tentado acessar a reunião, mas não conseguiram. Já ajustamos esse detalhe e para os próximos módulos serão permitidos até 240 participantes”, explica Diego.

A plataforma utilizada para o curso on-line foi o Hangouts Meet, do Google. Os organizadores enviaram um link de acesso ao evento para todos os contatos de um grupo de WhatsApp que já existia para a troca de informações técnicas. Como nem todos tinham acesso ao Hangouts Meet, os técnicos se preocuparam em disponibilizar um tutorial para ajudar o público a acessar e interagir durante a vídeochamada.

“Nesse momento tão crítico de crise é importante que os técnicos e os agricultores permaneçam próximos, mesmo que virtualmente”, pondera Ricardo, um dos organizadores e palestrante do curso.

Curso terá mais dois módulos

Impressões

O engenheiro-agrônomo da Cooperativa Central de Tecnologia, Desenvolvimento e Informação (Coopertec), Diou Roger Spido, participou do curso e achou a iniciativa bastante inovadora para o setor agrícola. Ele ressalta a importância do acesso à internet no meio rural. “Outro ponto importante que podemos enxergar em meio à restrição social é o celular sendo usado como uma ferramenta de trabalho para os agricultores. A partir dele, podemos adquirir conhecimento, trocar informações, sanar dúvidas e conhecer outras realidades que podem ser aplicadas dentro de nossas propriedades. Tudo isso sem sair de casa e sem gastar combustível, podendo ser realizado em horários alternativos, o que sempre é um apelo dos produtores. Lembrando que a tecnologia ajuda muito em situações como essa da Covid-19, mas não devemos deixar de lado a boa e velha visita técnica”, relata Diou.

O agricultor Peterson Luiz de Araújo, de Bandeirantes, no Paraná, disse que o curso foi muito produtivo. “Foi muito bom! Ainda mais pra mim que sou do Norte Pioneiro do Paraná. Eu acredito que não seria possível eu ir até Santa Catarina para participar do curso, mesmo sem a pandemia da Covid-19”.

O curso seguirá aberto ao público com mais dois módulos. O próximo, que acontece na quarta-feira, 8 de abril, traz como tema o manejo de pragas e doenças na cultura da pitaia. O terceiro e último módulo acontece dia 15 de abril e será sobre as diferentes variedades da fruta.

Mais cursos

A exemplo do curso de pitaia, que foi o primeiro, a Epagri vem promovendo diversos cursos on-line para técnicos internos e para o público em geral. O objetivo é manter sempre que possível as atividades planejadas, apesar da imposição do isolamento social e da operação em home office. A capacitação constante de técnicos e agricultores, que se dá por cursos, dias de campo, reuniões e outras modalidades, é um dos pilares da atuação da Epagri

Informações e entrevistas
Diego Adilio da Silva, extensionista da Epagri em Criciúma, pelo fone (48) 99912-3009

Informações para a imprensa
Gisele Dias, jornalista, (48) 99989-2992

Confira vídeo da TV da Epagri que ensina a produzir pitaia: