Satélite visualiza imagens modificadas pela estiagem no Oeste catarinense

  • Post Category:Mídia
Comparação entre os meses de abril de 2019 e 2020 evidenciam a modificação na paisagem

A estiagem que atinge Santa Catarina desde janeiro vem modificando paisagens. No trecho que passa por Itapiranga, por exemplo, o rio Uruguai está quase irreconhecível. A diferença é tanta, que pode ser vista do espaço. É o que relata Kleber Trabaquini, pesquisador da Epagri e doutor em sensoriamento remoto.

O pesquisador apresenta imagens de um satélite europeu que mostram o nível do rio muito abaixo do normal, na comparação entre as cenas deste ano e do mesmo período do ano passado. “Devido à forte estiagem que a região enfrenta, a calha do rio está exposta e pode ser captada por imagens orbitais. A Epagri vem acompanhando a estiagem, que vem causando diversos danos, como quebra da safra agrícola, bem como com quedas significativas no nível dos rios, o que impacta no abastecimento de água da população catarinense”, descreve Kleber, acrescentando que as informações estão disponíveis no site da Epagri/Ciram.

Kleber relata que o rio Uruguai começou a demonstrar sinais da estiagem já em janeiro deste ano. Naquela ocasião, rochas que ficam no leito do rio já podiam ser visualizadas através das imagens orbitais do satélite Sentinel-2.

Há um ano o nível do rio vem caindo e expondo as pedras de sua calha

Informações e entrevistas
Kleber Trabaquini, pesquisador da Epagri/Ciram, pelo fone (48) 99868-7600

Informações para a imprensa
Gisele Dias, jornalista (48) 99989-2992