Epagri recebe prêmio por preservar história da erva-mate do Planalto Norte

Mais uma vez a Epagri é destaque nacional. A Empresa recebeu menção honrosa no Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).  A premiação, concedida em novembro último, foi pela ação “Saber-fazer: Erva-mate do Planalto Norte Catarinense (SC)”, apresentado por técnicos do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Epagri/Ciram), da Estação Experimental da Epagri em Canoinhas e das  Gerências Regionais da Epagri em Canoinhas e Mafra.

Promovido pelo Iphan desde 1987, o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade prestigia as ações de preservação do patrimônio cultural brasileiro que, em razão da originalidade, vulto ou caráter exemplar, mereçam registro, divulgação e reconhecimento público. A premiação é oferecida, anualmente, a empresas, instituições e pessoas de todo o Brasil.

O projeto da Epagri foi um dos 94 selecionados pelo país. Foram oito ações premiadas e outras oito que receberam menções honrosas. A Epagri concorreu no segmento Entidades Governamentais, na categoria Ações de Excelência no Campo do Patrimônio Cultural Imaterial.

Indicação Geográfica

A ação premiada pelo Iphan integra um projeto maior da Epagri, o da Indicação Geográfica (IG) da Erva-mate do Planalto Norte Catarinense. Entre as inúmeras etapas para obtenção da IG, está a comprovação de que os produtos apresentam qualidade única em razão do saber-fazer local.

Para realizar o levantamento histórico da erva-mate na região do Planalto Norte, a Epagri contratou o historiador Fernando Tokarski, que durante ao ano de 2017 fez uma ampla revisão bibliográfica, além de entrevistas com ervateiros e outras pessoas. Como resultado desse resgate, a Epagri lança em breve um livro com a história da erva-mate, fez um mapeamento de estruturas relacionadas ao saber-fazer do produto e promoveu um concurso de fotografias entre os estudantes da região para formar acervo de imagens. A TV da Epagri também produziu o divulgou a grande reportagem “História da erva-mate do Planalto Norte Catarinense”.

A erva-mate é uma espécie nativa da América do Sul e seu uso como bebida era conhecido dos índios. A sua produção e transformação mantém até os hoje os procedimentos pré-colombianos. As técnicas de origem industrial aplicadas na transformação do produto reproduzem as etapas antes realizadas manualmente. “A própria história da região se confunde com a história ervateira e, nesse sentido, o resgate histórico e a identificação das estruturas que mantém viva esta tradição necessitam ser valorizados”, descreve Denilson Dortzbach, pesquisador da Epagri/Ciram.

A superintendente do Iphan em Santa Catarina, Liliane Janine Mizzola, lembra que essa é a maior condecoração brasileira na área de patrimônio cultural. Ela manifesta satisfação pela premiação da Epagri, uma vez que, apesar de ter várias ações cadastradas para o prêmio, o Estado catarinense foi poucas vezes contemplado. “Esse trabalho da Epagri deve ser respeitado e esperamos que a premiação seja um estímulo para que outras instituições de Santa Catarina se inscrevam”, sentencia Liliane.

Informações para a imprensa
Gisele Dias, jornalista: (48) 99989-2992 / 3665-5147
Cinthia Freitas, jornalista: (48) 3665-5344
Isabela Schwengber, jornalista: (48) 3665-5407

, , ,

© 1996 - 2019 Epagri. Direitos reservados