Maçãs da Epagri ganham o mundo sob a marca Sambóa

  • Post category:Mídia

Os cultivares de maçã Luiza, Venice e Isadora, desenvolvidos pela Epagri, serão comercializados no mundo sob a marca SAMBÓA, registrada pelo Grupo Rivoira. Há mais de 20 anos a Epagri mantém cooperação com a International Fruit Obtention (IFO) para colocar no mercado internacional os cultivares de macieira desenvolvidos pela Empresa catarinense. Coube à IFO intermediar e selar o acordo com o Grupo Rivoira.

Cultivares Luiza, Venice e Isadora chegam ao mundo sob a marca Sambóa

“O projeto Brazilian Variety vem sendo preparado há seis anos e, finalmente, a marca que dará identidade às frutas dessas três variedades foi lançada oficialmente”, comemora Marcus Vinicius Kvitschal, pesquisador e melhorista de macieira da Epagri, atualmente lotado na Estação Experimental de Caçador. O anúncio da nova marca foi feito durante a Fruit Logistica, a maior feira de exposição e de negócios voltados ao setor frutícola do mundo, realizada em abril, em Berlim, na Alemanha.

Gerhard Dichgans, administrador do projeto, disse: “Não é Samba, não é Samoa, mas sim uma mistura de alegria, vitalidade e prazer do Brasil e das Ilhas do Pacífico, refletindo a herança brasileira do trio, que evoca o verão onde quer que você esteja ou onde você quiser estar”.

Marcus Vinicius destaca ainda que a sociedade catarinense, assim como a Epagri, serão as grandes beneficiadas com essa parceria internacional. Isso porque a venda das frutas produzidas a partir dos cultivares da Epagri garantem royalties à Empresa, que serão revertidos em mais pesquisas no setor.

Melhoramento genético

A Epagri é a única empresa pública do Brasil a fazer melhoramento genético da macieira. Esse trabalho já colocou à disposição dos fruticultores 20 cultivares de maçã de alta qualidade, adaptados ao nosso clima, resistentes a doenças e com alta produtividade.

Cada cultivar leva ao menos duas décadas para ser desenvolvido, desde a realização dos cruzamentos, avaliações e seleções. O objetivo é destacar características que interessam aos produtores e também aos consumidores – como crocância, suculência, sabor, cor e formato dos frutos, bem como adaptação ao clima brasileiro e resistência a pragas e doenças.

A Empresa também desenvolve e difunde uma série de tecnologias de produção, manejo de pomares, combate a doenças e tecnologia de armazenagem dos frutos com qualidade, cujos trabalhos são essenciais para garantir que o Brasil seja um dos maiores produtores de maçã do mundo, mesmo sob condições de clima tropical a subtropical.

Informações e entrevistas
Marcus Vinicius Kvitschal, Eng. Agrônomo, D.Sc. Genética e Melhoramento, Pesquisador Melhorista, atualmente coordenador do Programa de Melhoramento Genético de Macieira da Epagri, lotado na Estação Experimental de Caçador.
(49) 35616837 / marcusvinicius@epagri.sc.gov.br.

Congresso de Fruticultura

Entre 25 e 29 de abril a Epagri realiza em Florianópolis o XXVII Congresso Brasileiro de Fruticultura, o maior evento do setor no país. Serão mais de 1,2 mil participantes, 600 trabalhos inscritos, 40 empresas e 50 anos de tradição no evento promovido em parceria com a UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina), UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF). O Congresso acontece no Centro de eventos LHS, em Canasvieiras.

A programação é formada por exposições, conferências, palestras, mesas-redondas, minicursos, visitas técnicas e apresentação de trabalhos científicos. Serão divulgados e discutidos temas relevantes para a fruticultura catarinense e brasileira, proporcionando o intercâmbio de importantes informações entre os agentes envolvidos, tais como pesquisadores, professores, extensionistas, estudantes de graduação e pós-graduação, produtores e técnicos de empresas públicas, privadas e outras instituições que trabalham para o desenvolvimento do setor. Florianópolis receberá uma feira de tecnologias e uma maratona de inovação (hackathon fruit), que busca fomentar o desenvolvimento de novas tecnologias para a humanização do trabalho no campo e racionalização do uso de insumos e recursos naturais.

Informações para a imprensa
Gisele Dias, jornalista
(48) 3665-5147 / 99989-2992

Conheça as variedades desenvolvidas pela pesquisa da Epagri que se destacam pela aparência, qualidade e resistência às doenças: