Coronavírus em SC: Compre produtos agrícolas sem sair de casa na Grande Florianópolis e Sul do Estado

  • Post Category:Mídia

Confira aqui a segunda parte da matéria com agricultores que optaram pela entrega em domicílio, ou reforçaram essa modalidade de comercialização, como uma forma de seguir atendendo seus clientes e escoar sua produção durante o isolamento social imposto pelos decretos do governo e Santa Catarina para combater a disseminação do novo coronavírus.

Na matéria de hoje, dicas de fornecedores na Grande Florianópolis e no Sul do Estado. São produtores rurais que estão se reinventando para garantir alimento de qualidade na mesa de seus clientes e, com apoio da Epagri, conseguem também manter sua fonte de renda, nesse momento em que as entregas para alimentação escolar estão paralisadas e muitas feiras livres deixaram de acontecer por decisão dos próprios agricultores.

Todas as entregas são feitas seguindo rigorosamente as regras de não proliferação do vírus. Confira se tem algum fornecedor perto de você e apoie a produção local neste momento delicado. A agricultura familiar não pode parar.

Agroecológicos em Florianópolis e Ituporanga

Cestas fixas são montada de acordo com os produtos da época

A Célula de Consumo Responsável é uma iniciativa da UFSC que promove a venda direta de cestas fechadas de alimentos orgânicos ou agroecológicos, através de pedidos antecipados entre grupos de consumidores e grupos de agricultores orgânicos certificados pela Rede Ecovida de Agroecologia.

As entregas são feitas em pontos coletivos de retirada, quatro deles em Florianópolis e um em Ituporanga. Em decorrência da pandemia, as vendas no atacado para Florianópolis foram canceladas, para diminuir riscos aos agricultores, que na sua maioria são idosos. Entregas para a alimentação escolar também estão paradas. E as entregas nos pontos de coleta passaram a ser feitas quinzenalmente, tudo para garantir a segurança de produtores e consumidores, alerta Dulciani T. A. Schlickmann, agricultora membro da Associação de Agroecologia, Desenvolvimento e Educação Ambiental (Agroeda), entidade pioneira na iniciativa da UFSC.

O grupo entrega cestas fixas, montadas de acordo com os produtos da época, mas sempre com folhosas, frutas, legumes, raízes, temperos ou chás.  As cestas pequenas têm entre 4Kg e 4,5Kg e de 8 a 10 itens. São vendidas a R$ 29,00 cada. A cesta grande, com cerca de 7Kg a 8Kg de produtos e entre 10 e 14 itens diferentes, é vendida a R$ 53,00. O pagamento é antecipado.

Pedidos podem ser feitos com a Dulciani pelo whatsapp (47) 98481-8214.

Orgânicos em Santo Amaro da Imperatriz e Palhoça

Antônio Marcos Costa se estabeleceu com a família em Santo Amaro da Imperatriz para produzir orgânicos

Antônio Marcos Costa veio do Paraná e se estabeleceu em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, com o objetivo de produzir e comercializar via delivery produtos orgânicos. Isso foi em março de 2019 e hoje, além de sua cidade, ele faz entregas em uma parte do município vizinho, Palhoça.

A Costa Orgânicos tem cerca de 100 clientes cadastrados em seu grupo de whatsapp, mas já chegou a atender 200 clientes, número que vem oscilando, descreve Antônio. Além do prazer de contribuir para a segurança alimentar de seus clientes e de sua família, ele conta que também se orgulha por estar produzindo de forma ambientalmente responsável.

Apesar da maior demanda devido ao isolamento, os Costa não aumentaram seus preços de entregas “para não afastar os clientes”. Ele e sua família se programam para produzir com uma frequência regular os itens preferidos de seus clientes, como alface, rúcula, temperinho e couve. Também é associado à cooperativa local, a Coopafren, com quem troca produtos para aumentar o mix que oferta a seus clientes. Assim, consegue oferecer também produtos como alho-poró, agrião, batata inglesa e doce, abóbora paulista e caboatiá, feijão preto e vermelho, manjericão, nabo, cebola, tomate, maracujá, mel, entre outros. Na linha dos convencionais, tem erva para tererê e para chimarrão, pamonha e açúcar mascavo.

Quem quiser receber em casa os produtos da Costa Orgânicos pode procurar pelo Antônio Marcos no fone (46) 98404-6069.

Orgânicos em Araranguá

Irmãos Francisco têm orgulho de produzir e distribuir orgânicos

Na região de Araranguá, no Sul do Estado, os jovens agricultores André Oliveira Francisco e Murilo Francisco apostam no delivery para levar alimento de qualidade aos moradores locais nestes tempos de insegurança e isolamento.

“Temos orgulho de ser produtores orgânicos e levar até a porta da casa das pessoas um alimento limpo e sustentável, ainda mais nesse momento em que a saúde é prioridade de todos”, conta André. O esforço é reconhecido pelos fregueses, como é o caso da Cristina Denis, que classificou como “maravilhosa” a cesta de alimentos que comprou dos agricultores.

Luciana Ferro Schneider, extensionista da Epagri em Araranguá, dá suporte aos irmãos por telefone, orientando sobre processos de higiene e conduta para diminuir o risco de contágio no manuseio dos produtos, no transporte e na entrega para as famílias. As informações, que são passadas aos compradores antes da entrega, incluem eliminar o aperto de mão, manter a distância mínima de 1,5 metro entre pessoas e fazer a higienização das mãos entre as entregas.

Os irmãos Francisco baseiam sua produção em uma modalidade de agricultura e comércio mais sustentável, respeitando o solo, o agricultor e o tempo de crescimento dos vegetais. Destacam a importância da aproximação entre consumidores e agricultores e percebem o cliente como um apoiador do trabalho, aquele que dá o suporte para uma atividade agrícola mais sustentável.

Além da produção própria, eles também estão entregando produtos orgânicos de propriedades parceiras. Os pedidos podem ser feitos pelos números (48) 99142-4285 / 99650-9998.

Informações para a imprensa
Gisele Dias, jornalista (48) 99989-2992