Epagri apoia pescadores de Florianópolis para construção de rancho na praia

Pescadores querem ranchoOs pescadores da praia de Pontas de Canas, no Norte de Florianópolis, estão mais perto de ter um rancho para guardar embarcações e apetrechos de trabalho. O presidente da Associação dos Pescadores Artesanais das Comunidades de Ponta das Canas, Valdori Alci de Almeida, já começou a preencher os formulários e coletar os documentos exigidos pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU) para fazer a construção.

Toda essa movimentação é resultado de uma reunião organizada pela Epagri e pela Associação no dia 28 de abril, na comunidade. Participaram 25 pescadores e representantes da SPU, da Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis (Floram), do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf) e da superintendência da pesca, maricultura e agricultura do município de Florianópolis.

Pescadores querem rancho1Durante a reunião os representantes Epagri e da Associação expuseram para os demais órgãos a importância ambiental, social e econômica de viabilizar a construção de um rancho de pesca na comunidade. O representante da SPU explicou o procedimento burocrático exigido pelo órgão para permitir a construção de um rancho de pesca. Ainda foram apresentados pelos representantes da Floram os entraves ambientais que inviabilizam a licença para construção de um rancho de pesca. Para encerrar o encontro, o Valdori levou os participantes a locais na praia que podem receber a edificação.

Ponta das Canas é a única comunidade pesqueira de Florianópolis que não possui rancho de pesca. Por isso, embarcações e apetrechos acabam ficando na faixa de areia. Outro problema são reformas de embarcações realizadas na própria praia, causando impacto ambiental e prejuízo para os pescadores.

A Epagri está acompanhando o recolhimento dos documentos exigidos pela SPU e dando suporte à Associação no caso de dúvidas em relação aos trâmites burocráticos em busca da autorização para a obra.