Balanço Epagri 2020: Luta contra a pandemia

  • Post category:Mídia
Claudesia Teresinha Furlan coordenou a produção de máscaras no Centro de Treinamento da Epagri em Florianópolis

A pandemia da Covid-19, que alterou a realidade mundial em 2020, também teve reflexos na Epagri, como era de se esperar. A equipe agiu de forma rápida e em poucos dias teve início uma mobilização que desencadeou ações em várias frentes, visando atender às demandas mais urgentes. A equipe técnica também foi ágil na adaptação e encontrou novas formas de continuar desenvolvendo e levando conhecimento ao meio rural catarinense.

Assim que crise se instalou, profissionais da Epagri se mobilizaram para fabricação de máscaras distribuídas aos colegas que precisavam continuar trabalhando, além de hospitais, Defesa Civil, asilos e outras instituições. O Centro de Treinamento da Epagri em São Miguel do Oeste destinou 600 litros de cachaça artesanal que tinha em estoque para ser transformada em álcool 70% num alambique da cidade. Em Curitibanos, uma ação conjunta entre Epagri, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), prefeitura e a família de agricultores Girotto, transformou álcool 46% em 70%.

Outros profissionais da Epagri passaram a recolher óleo usado na vizinhança e produzir em suas próprias casas sabão e outras materiais de limpeza. A produção foi distribuída entre indígenas e outros públicos que manifestaram interesse.

Rapidez

Também foi preciso agir rapidamente para que, diante do fechamento de feiras e outras unidades de comercialização, os agricultores encontrassem formas de escoar sua produção. Os extensionistas da Epagri entraram em ação na orientação, criação, organização e divulgação de entregas de alimentos diretamente do produtor na casa dos clientes. O modelo provou-se um sucesso e, na maioria dos casos, persistiu mesmo com o retorno das atividades do comércio.

Com a necessidade de distanciamento social, as atividades da extensão, que são essencialmente coletivas e presenciais, ficaram em risco. A internet foi o caminho mais curto para fazer a mensagem da Epagri ir mais longe e mais rápido. Além de contatos via WhatsApp diretamente entre extensionistas e seus assistidos, as redes sociais começaram a ser usadas para transferir conhecimento e informações aos públicos da Empresa. O passo seguinte foi a criação do canal Capacitações On-line, que encerrou o ano com 87 cursos e 171 mil visualizações.

Outras modalidades de extensão à distância, com as quais a Epagri já contava, passaram a ser mais demandadas. O aplicativo Epagri Mob traz diversas funcionalidades, como os endereços da Empresa, calendário de eventos, tecnologias, além de traçar a rota desde o local onde a pessoa está acessando até a unidade consultada. O sistema Minha Epagri, disponível gratuitamente no site da empresa e no aplicativo, coloca o agricultor, pecuarista, pescador ou maricultor residente em Santa Catarina em contato direto com um técnico do escritório mais próximo e permite que ele acesse seu prontuário na Epagri e laudos.

A Epagri/Ciram também participa do Comitê Gestor de Inteligência de Dados para o enfrentamento da Covid-19, mantendo o serviço de mapas “Vulnerabilidade Social, Redes Agrícolas e a Covid-19 em Santa Catarina” e acompanhando a evolução dos casos no meio rural.

Confira no vídeo da TV da Epagri como os funcionários se reinventaram para continuar seu trabalho durante a pandemia: