Epagri completa 29 anos fomentando desenvolvimento sustentável nos meios rural e pesqueiro

  • Post category:Mídia

Em 20 de novembro de 1991 Santa Catarina ganhou um presente. Nessa data era fundada a Epagri, resultado da fusão de uma série de instituições que atuavam na pesquisa e extensão rural e pesqueira. Ao completar 29 anos, a Empresa se orgulha de cumprir com excelência sua missão de gerar conhecimento, tecnologia e extensão para o desenvolvimento sustentável do meio rural, em benefício da sociedade.

A Epagri conta hoje com uma das estruturas com maior capilaridade entre as instituições do governo do Estado. Os extensionistas atuam em todos os 295 municípios catarinenses, por meio dos 292 escritórios municipais que a Epagri mantém. Eles compartilham com agricultores, pescadores, quilombolas, indígenas e comunidade em geral conhecimentos que buscam aumentar produtividade com sustentabilidade.

Muito deste conhecimento é gerado pela pesquisa da Epagri, que conta com quatro Centros Especializados e nove Estações Experimentais. Estas unidades se espalham pelo Estado, desenvolvendo tecnologias voltadas ao fomento da vocação rural e pesqueira de cada região catarinense.

Mas a estrutura física não é nada sem o trabalho das pessoas. A Epagri conta hoje com 1725 colaboradores, 40% deles atuando diretamente na extensão e 25% na pesquisa. O restante do corpo funcional é formado por profissionais de apoio à pesquisa e extensão e gerentes. A maior parte (22%) tem nível superior, 8% têm doutorado, 6% mestrado e 8,5% especialização. Em relação ao tempo de Casa, chama a atenção o alto índice de pessoas com mais de 35 anos: 14,1%. A maior parte (34,4%) tem entre 5 e 15 anos de trabalho e 24,1% têm entre 15 e 25 anos. O corpo funcional se completa com 19,8% dos profissionais que têm entre 25 e 30 anos e outros 7,5% que têm até cinco anos de trabalho na Epagri.

Significados

Para comemorar 29 anos, a Epagri perguntou a agricultores e funcionários: o que a Epagri significa para você? Comprometimento, responsabilidade, união, apoio técnico, oportunidade e inspiração foram alguns dos termos usados para responder a esta pergunta.

A agricultora Rejane Medeiros Demboski, de Criciúma, conta que, para ela a Epagri, significa comprometimento, responsabilidade e, “não menos importante, significa gratidão”, descreve. “Ao longo de 2020, apesar das dificuldades de uma pandemia, a Epagri esteve junto com minha família na realização da nossa unidade de panificados. Graças a todas as pessoas responsáveis e dedicadas dentro da Epagri, conseguimos realizar esse sonho, que se chama Sonho Meu. Não apenas isso, a Epagri sempre esteve presente em muitos momentos de nossa família”, relata a agricultora, arrematado com um sincero “obrigada Epagri!”. Veja o depoimento.

Em Itapitanga, a família Stoffel tem uma propriedade de 54 hectares onde pratica a compra e venda de novilhas como atividade principal, complementada pelo turismo rural, conta Marciane. “Dentro destas atividades, a Epagri tem um papel fundamental, nos auxiliando no planejamento estratégico, na aplicação correta dos recursos e com visitas técnicas para o desenvolvimento sustentável das atividades rurais”, descreve Marciele. A mãe das duas, Clarice Ana, finaliza: “parabenizamos a Epagri pelos 29 anos de fundação e pela parceria nos trabalhos realizados”. Assista o depoimento da família Stoffel.

Outra família satisfeita com os serviços prestados pela Epagri são os Estriser, de Irineópolis. Sidinei, o pai, diz que a Empresa mostrou a importância da união entre pais e filhos, “para que a novas gerações permaneçam no campo e preservem os costumes da família”, completa a mãe, Sônia Bueno Ferreira. “A Epagri foi meu incentivo para ficar na agricultura” revela Faverson, o filho deles. E a esposa dele, Carolina Padilha, amplia esse discurso: “como mulher, a Epagri me ajudou a reconhecer o meu lugar e meu valor na agricultura familiar”. Assista o vídeo.

Entres os colaboradores, a Epagri também provoca sentimentos de apreço e dedicação. José Alberto Noldin é pesquisador da Estação Experimental da Epagri em Itajaí há quase 41 anos e diz que a Epagri significa “a oportunidade da minha vida, de empregar meus conhecimentos na geração de tecnologias para serem transferidas aos técnicos, extensionistas e produtores em prol de uma rizicultura cada vez mais rentável e sustentável para Santa Catarina e para o Brasil”. Confira o depoimento em vídeo.

Para Cleide Zwirtes Hubner, extensionista social da Epagri em Cunhã Porã, a Epagri significa “inspiração de vida, por estar constantemente investindo em seus colaboradores com aperfeiçoamento, para que possamos estar levando diariamente conhecimento e tecnologia para melhorar a qualidade de vida das famílias rurais e pesqueiras”, descreve. “Sinto muito orgulho em fazer parte desta família que é a Epagri, que me proporcionou ser o que sou e que me motiva diariamente a dar o melhor de mim e ajudar na transformação das propriedades e das famílias catarinenses”, completa a extensionista. Veja o depoimento.