Curso on-line aborda tecnologia de aplicação de agrotóxicos

  • Post category:Mídia
A oferta do curso atende à legislação que dá à Epagri a atribuição de capacitar técnicos, produtores e aplicadores de agrotóxicos sobre o uso correto e eficaz desses produtos para fins de uso agrícola

A Epagri está oferecendo, de agosto a outubro, um curso on-line sobre tecnologia de aplicação de agrotóxicos para técnicos da Empresa, da Cidasc e da Vigilância Sanitária. O objetivo é formar uma equipe de críticos para avaliar a pertinência de cada assunto tratado e assim colaborar para uma grade de programação adaptada para diferentes públicos, como técnicos, produtores ou aplicadores, que serão alvo das próximas capacitações, ofertadas a partir de 2021.

A oferta desse curso atende ao Decreto Estadual 1331/17, que dá à Epagri a atribuição de capacitar técnicos, produtores e aplicadores de agrotóxicos sobre o uso correto e eficaz desses produtos para fins de uso agrícola. “Portanto esse tema é imprescindível no planejamento das atividades de pesquisa e extensão da Epagri para ser ofertado ao público, de forma on-line ou presencial, de acordo com a característica de cada grupo e a viabilidade de cada assunto ofertado”, ressalta o coordenador estadual de extensão em Fruticultura na Empresa, Sérgio Neres da Veiga.

O curso contempla 11 etapas de duas horas cada e será realizado pela ferramenta on-line Google Meet, toda quarta-feira, das 14h às 16h. No dia 19 de agosto foi realizada a primeira etapa, que abordou assuntos referentes à implicação dos agrotóxicos à saúde, tema apresentado pelas técnicas da Vigilância Sanitária de Santa Catarina, Ana Cristina Pinheiro do Prado e Valquíria Weiss. Nos demais encontros serão tratados assuntos referentes à legislação, receituário agronômico, monitoramento de resíduos, rastreabilidade e a tecnologia de aplicação em si, ressaltando cada passo para o uso correto dos produtos e equipamentos.

Segundo ele, os participantes da primeira etapa avaliaram o curso como positivo e destacaram a importância dos temas tratados, que devem ser do conhecimento de todos os técnicos que atuam na área para a correta orientação aos produtores e aplicadores, objetivando a racionalização e o uso correto dos agrotóxicos nas lavouras e pomares. “Somente assim é possível produzir um alimento sem resíduos, garantindo a qualidade ao consumidor”, diz Sérgio.