Agricultores de Rio Rufino dão destino correto a embalagens vazias

  • Post category:Mídia
Foram recolhidas 6.957 embalagens que serão enviadas para a indústria

A pandemia não interrompeu a campanha de recolhimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxico no município de Rio Rufino, no Planalto Serrano. A ação foi desenvolvida no dia 22 de julho e recolheu 6.957 embalagens que serão enviadas para a indústria, que é a responsável pelo destino correto do material. Participaram 43 produtores de fumo, maçã, hortaliças e grãos.

Essa ação está prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10), que dispõe sobre a gestão do lixo. Ela impõe uma gestão compartilhada, em que o setor produtivo e não apenas o consumidor é responsável pelos resíduos. A fim de viabilizar esta responsabilidade compartilhada, entra o instrumento da logística reversa, em que sólidos são devolvidos ao setor empresarial para reaproveitamento em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.

O destino correto dessas embalagens evita uma série de danos ambientais que comprometem a qualidade de vida, a exemplo do depósito em áreas que contaminam o solo e poluem as águas superficiais e subterrânea, entre tantos outros.  “O agricultor sempre participa porque está ciente do seu papel e das suas responsabilidades nas práticas e ações para a preservação ambiental”, ressalta a extensionista rural da Epagri no município, Andreia Back.

O recolhimento das embalagens vazias de agrotóxico em Rio Rufino foi realizado por meio de uma parceria entre  a equipe local da Epagri, a AABRI (Associação das Agropecuárias da Bacia do rio Itajaí), a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e a Agropecuária Pires.