Indígenas do Oeste Catarinense recebem alimentos, máscaras e álcool 70º

  • Post category:Mídia
As doações foram entregues à representante da Frente Indígena e Indigenista de Combate à Pandemia do Coronavírus (Covid-19) em terras indígenas da região Sul do Brasil

Doações da sociedade civil e de órgãos não governamentais foram entregues pela Epagri à população indígena do Oeste Catarinense no final de junho. Foram 140 litros de álcool 70o,  300 máscaras reutilizáveis, 1,5 mil máscaras triplas e  20 cestas básicas. A ação é do Conselho Estadual dos Povos Indígenas (CEPIn), no qual a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural  possui uma cadeira, representada pela  extensionista da Epagri em Biguaçu, Cilana Actéia Bertoncini (titular) e pelo pesquisador Yuri Vieira de Oliveira (suplente).

Os itens foram transportados pela Epagri de Florianópolis a Ipuaçu, onde extensionista rural do município, Ires Cristina Ribeiro Oliari, repassou as doações à indígena Jozileia Daniza Jagso Inácio Jacodsen Shild, integrante da Frente Indígena e Indigenista de Combate à Pandemia do Coronavírus (Covid-19) em terras indígenas da região Sul do Brasil. A entidade será a responsável pelos encaminhamentos necessários à segura distribuição às famílias, de acordo com as necessidades de cada terra indígena.

“Considerando as dificuldades encontradas pelas famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional de Ipuaçu, sobretudo no atual contexto de estado de calamidade pública em relação à infecção pelos vírus Covid-19, bem como da estiagem que afetou fortemente os pequenos empreendimentos familiares rurais, é com grande alegria que a população recebe essas doações”, diz Ires.

Foram entregues 140 litros de álcool 70º, 300 máscaras reutilizáveis, 1,5 mil máscaras triplas e 20 cestas básicas

A extensionista ressalta que a Epagri trabalha diretamente com todas as aldeias do município no incentivo de produção de alimentos para autoconsumo e para mercados de curto circuito, como produção de leite, proteção de nascentes e também desenvolvendo ações para a qualidade de vida dos indígenas.

A economia de Ipuaçu é baseada na agricultura familiar e indígena, que necessitam de incentivos do poder público para garantir a boa qualidade da produção. A  população rural corresponde a 80% dos habitantes do  município, a maioria indígena. É lá que está a Terra Indígena Xapecó, uma das maiores reservas indígenas do Sul do Brasil, com mais de 15,6 mil hectares e 11 aldeias.