Feira em propriedade de Joinville é sucesso de vendas durante o isolamento social

  • Post category:Mídia
A feira acontece aos sábados e segue todos os protocolos para evitar a disseminação da Covid-19

A venda direta foi a alternativa encontrada pela família Haak Landmann, de Joinville, para escoar a produção de hortaliças durante a pandemia do novo coronavírus. Eles promovem, todo sábado pela manhã, uma feira em frente à propriedade, localizada na área urbana do bairro Nova Brasília. A atividade está fazendo tanto sucesso que os agricultores pensam em expandir o cultivo e iniciar o plantio de outras culturas, a pedido dos consumidores.

A família produz hortaliças há mais de 10 anos, cultivadas em 23 abrigos protegidos. Com o início da quarentena, eles deixaram de comercializar os produtos em restaurantes e mercados formais e viram as vendas caírem. Como os produtos estavam em ponto de colheita e havia possibilidade de perdas, eles rapidamente inovaram e reinventaram a forma de comercialização.

“Eles buscaram o Epagri para receber orientações a respeito dessa modalidade de venda direta ao consumidor e os cuidados para evitar a disseminação da Covid-19”, diz a extensionista rural da Epagri em Joinville, Dione Nery Cavalcanti Benevenutti. Na Empresa eles receberam orientações de como proceder a venda, como fazer divisão de tarefas para a comercialização e também quais protocolos de higienização e segurança a seguir para evitar a propagação do coronavírus, como o uso de máscaras, distanciamento entre pessoas, uso e disponibilidade de álcool em gel para o consumidor.

Segundo Ivone Landman, a feira também motivou uma rede de cooperação com outros produtores para troca de produtos. Ela conta que a família pretende continuar realizando a feira depois da pandemia, inclusive com a oferta de mais variedades para atender a demanda dos consumidores, como maracujá, pepino, berinjela, abobrinhas, cenoura, batata-doce, milho verde, entre outras.