Coronavírus em SC: Mapas digitais desenvolvidos com apoio da Epagri apresentam vulnerabilidade da população

  • Post category:Mídia
Mapa mostra a média do índice de vulnerabilidade ao coronavírus por município

Pesquisadores da Epagri, em parceria com a UFSC e com técnicos das Secretarias de Defesa Civil, Saúde e Desenvolvimento Econômico Sustentável, desenvolveram dois mapas digitais que apresentam de forma automática a vulnerabilidade da população catarinense ao novo coronavírus. A Epagri integra a equipe de gerenciamento de crise do governo do Estado de Santa Catarina.

Os dois mapas, que visam apoiar os gestores públicos na tomada de decisão, trazem as informações agrupadas de forma diferente: por setor censitário e por municípios. “A escala de setor censitário permite aos gestores identificar, nos bairros, onde está a população mais vulnerável em função da idade, da renda e da densidade demográfica. Já o mapa da média do índice de vulnerabilidade social por município auxilia na identificação dos municípios com mais pessoas em condição de vulnerabilidade”, explica Luiz Fernando de Novaes Vianna, pesquisador da Epagri envolvido no projeto. Os mapas estão disponíveis para livre acesso.

Orientação à população

A equipe que desenvolveu os mapas de vulnerabilidade também está trabalhando na implantação de uma ferramenta de orientação à população e coleta de dados dos sintomas da Covid-19. A ferramenta é resultado de uma parceria com analistas de sistema do Corpo de Bombeiros e do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc).

“O objetivo do produto digital é orientar o cidadão catarinense sobre como proceder no caso de apresentar algum sintoma da Covid-19, fornecendo informações e contatos das instituições de saúde mais próximas à sua residência”, esclarece Vianna. Ele diz que o sistema serve também para monitorar, no espaço e no tempo, o avanço da doença e o acompanhamento dos casos onde os sintomas desapareceram.

“O sucesso desse sistema depende de uma ampla divulgação e do envolvimento dos cidadãos sintomáticos no preenchimento diário”, apela o pesquisador da Epagri. Segundo Vianna, a ferramenta segue em aprimoramento e em breve novas informações serão coletadas através dela.

Informações e entrevistas
Luiz Fernando de Novaes Vianna, pesquisador da Epagri, pelo fone (48) 99116-9766

Informações para a imprensa
Gisele Dias, jornalista, pelo fone (48) 99989-2992