Produtores de Frei Rogério buscam experiências de cooperativismo em Corupá

  • Post category:Mídia

Uma viagem técnica promovida pela Epagri permitiu a 21 produtores de alho associados da Copar (Cooperativa Regional do Meio Oeste Catarinense) conhecer experiências de produtores de banana de Corupá com associativismo e cooperativismo. A viagem foi realizada no dia 28 de agosto, juntamente com a equipe técnica de Frei Rogério. Foram visitadas a Asbanco (Associação dos Bananicultores de Corupá) e a Cooperativa Cooper Rio Novo.

Corupá é considerada a capital catarinense da banana, fruta que em 2018 recebeu a Indicação Geográfica (IG) do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). A IG é usada para identificar a origem de produtos ou serviços, quando o local se torna conhecido ou quando determinada característica ou qualidade se devam à sua origem. Segundo a diretora da Asbanco, Eliane Muller, a banana Corupá é a primeira fruta tropical a receber uma IG de denominação de Origem no Brasil. O título também abriu oportunidade a novos mercados para o produto.

Na visita à Asbanco, os agricultores de Frei Rogério aprenderam como é realizada a compra coletiva de produtos e insumos para os associados. Essa associação conta com 600 membros e tem como objetivo permitir aos bananicultores atuar de forma organizada na busca do desenvolvimento sustentável da atividade, procurando manter o equilíbrio entre a produção e o meio ambiente, gerando qualidade de vida e mantendo os jovens no meio rural.

A segunda visita foi na sede e na casa de embalagem da Cooper Rio Novo, cujos sócios também são associados da Asbanco. Essa cooperativa reúne 63 produtores e congrega 23 famílias. Lá o grupo conheceu as instalações e os equipamentos. Segundo o vice-presidente Valmor Raul de Farias, a unidade visitada opera em igualdade de condições com a outra unidade da cooperativa, ambas consideradas as casas de embalagens de banana mais modernas de Santa Catarina.

“O ponto alto da viagem se deu com a troca de informações e de experiências. Nossos produtores visualizaram o processo de trabalho dos cooperados, da chegada ao preparo para a comercialização da banana. Foram muito bem recebidos e tiveram uma aula de cooperativismo e dedicação. Um dos destaques foi a afirmação do vice-presidente Valmor de que o conhecimento e o sucesso devem ser compartilhados”, comentou o extensionista Élcio Pedrão.

“A experiência de conhecer outra atividade em outra região, observando a dificuldade de trabalhar no relevo que os nossos colegas bananicultores têm, com certeza fez muitos dos associados da Copar repensarem sobre as dificuldades encontradas na produção de alho. Foi uma excelente atividade e tivemos uma grande oportunidade de conhecer uma experiência de gestão e organização cooperativa”, disse o presidente da Copar, Silvio Novacoski.

“Estamos muito gratos pelo aporte de conhecimento que a viagem nos proporcionou. Isso vai nos levar a refletir e desenvolver melhor nossas ações junto à cooperativa Copar e no município de Frei Rogério.” afirma a engenheira-agrônoma Adriana Francisco, também extensionista da Epagri.

A viagem técnica faz parte do planejamento das ações do Programa Mais Gestão da Anater, desenvolvido em parceria com a Epagri. O programa visa de fortalecer as organizações dos agricultores familiares em Santa Catarina.

 

Que saber mais sobre a banana mais doce do Brasil, que é produzida em Corupá? Assista a reportagem de nossa equipe de TV: