Pesquisa da Epagri é apresentada em congresso internacional de agroflorestas

  • Post category:Mídia

Pesquisas da Epagri na melhoria produtiva de áreas de caívas foram apresentadas no 4th World Congress on Agroforestry (4º Congresso Mundial de Agrofloresta), realizado em Montpellier, na França, entre 19 e 23 de maio. A pesquisadora Ana Lúcia Hanisch, da Estação Experimental de Canoinhas (EECan), expôs dois trabalhos relacionados à tecnologia de melhoria produtiva de áreas de caívas desenvolvidos em parceria com a Universidade Federal do Paraná e com a Embrapa Florestas, cujos resultados deram origem a uma tese de doutorado e a cinco artigos científicos (três já publicados).

“Agrofloresta é um termo técnico para definir diferentes sistemas de produção que integram simultaneamente árvores e culturas agrícolas anuais ou perenes, com e sem a presença de animais. São sistemas integrados com grande potencial para aumento de produção, maior resiliência dos sistemas produtivos, aumento ou manutenção da biodiversidade e maior sustentabilidade”, define a pesquisadora.

Ana Lúcia apresentou dois trabalhos: “Intensification of animal production in tradicional agroforestry systems” e “Conservation by use: the management of Araucarian Forest in the caivas areas in Southern Brazil”. A participação teve aporte de recursos da organização do evento em parceria com a Epagri/EECan.

Mais de 2 mil pessoas do mundo todo participaram do evento, que foi organizado pelo INRA e pelo CIRAD (organizações de pesquisa da França) em conjunto com World Agroforestry e Agropolis International. Cerca de mil trabalhos foram apresentados nesse congresso. “O aumento exponencial de pesquisas e práticas na construção de sistemas que integram conservação ambiental e aumento de produtividade tem sido a tônica principal no mundo todo, e é mais um forte argumento de que é possível, sim, aumentar a produtividade e a competitividade da agropecuária brasileira sem promover ou beneficiar desmatamentos de novas áreas florestais”, analisa a pesquisadora.