Pesquisa em gestão

O tema da gestão quando vinculado a um extrato social específico, como o é das unidades de produção agropecuária familiar, tem pouca pesquisa que enfatiza o entendimento de sua prática e realidade. A sustentabilidade das organizações está relacionada com sua capacidade de construir conexões em vários elos da cadeia produtiva na qual estão inseridas, o que implica muitas vezes em modificar a forma da unidade produtiva se autogerir. O olhar tem de estar voltado para o ambiente interno e também para o externo. Em função destes aspectos é que, neste projeto de pesquisa, se reúnem uma série de órgãos para pensá-la, bem como pensar formas de sua própria atuação.

As principais questões norteadoras deste projeto são: (a) quais são os pontos fracos, os pontos fortes, as ameaças e as oportunidades das unidades de produção familiar na percepção dos agricultores? (b) que ações podem ser propostas para a melhoria socioeconômica e das oportunidades de inclusão social dos agricultores? Neste contexto, objetiva-se analisar as percepções de gestores de unidades de produção familiar localizadas no sul do Brasil sobre um conjunto de variáveis de seu ambiente interno e externo que influenciam nas práticas de gestão, visando identificar e propor ações que respondam aos seus desafios de sustentabilidade econômica, ambiental e social.

 

ESTRATÉGIAS DE GESTÃO DE UNIDADES DE PRODUÇÃO FAMILIAR DO SUL CATARINENSE: PERCEPÇÕES SOBRE O AMBIENTE INTERNO E EXTERNO pdf

FAMILY PRODUCTION UNITS’ MANAGEMENT STRATEGIES IN SOUTHERN SANTA CATARINA: INTERNAL AND EXTERNAL ENVIRONMENTAL PERCEPTIONS

O objetivo do artigo é analisar as percepções de gestores de unidades de produção familiar do sul de Santa Catarina, a partir de um conjunto de variáveis do ambiente externo e interno que influenciam a criação de estratégias e as práticas de gestão. Ao contrário de outros trabalhos baseados na análise SWOT, a abordagem do presente estudo parte de um conjunto pré-definido de variáveis de reconhecida importância na literatura. O estudo orientou-se pelos princípios da pesquisa qualitativa e quantitativa, de cunho exploratório e descritivo, a partir da aplicação de questionário em unidades de produção familiar do município de Braço do Norte (SC).

Anais do 54º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural: Desenvolvimento, território e biodiversidade:http://sober.org.br/54sober/

 

FATORES QUE INFLUENCIAM A GESTÃO DE UNIDADES DE PRODUÇÃO FAMILIAR NA MICRORREGIÃO DE SÃO MIGUEL D’OESTE (SC) pdf

FACTORS AFFECTING THE PRODUCTION UNITS IN FAMILY MANAGEMENT

MICRO-REGION SÃO MIGUEL DO OESTE (SC)

O último Censo Agropecuário Brasileiro (2006) registrou 18,9 mil estabelecimentos rurais na Microrregião de São Miguel d’Oeste (SC), em sua maioria familiares. O futuro dessas unidades depende de sua capacidade de gestão, que requer um olhar voltado ao ambiente interno e ao ambiente externo. Neste contexto, objetiva-se analisar as percepções de gestores de unidades de produção familiar localizadas no extremo-oeste catarinense a partir de um conjunto de variáveis de seu ambiente externo e interno.

Anais do 54º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural: Desenvolvimento, território e biodiversidade:http://sober.org.br/54sober/

 

GESTÃO DE UNIDADES DE PRODUÇÃO FAMILIAR NO PLANALTO NORTE CATARINENSE: PERCEPÇÕES SOBRE O AMBIENTE EXTERNO E INTERNO pdf

O propósito da gestão é a ação e os estabelecimentos terão maior probabilidade de sucesso quanto maior for sua aderência à nova realidade. O objetivo deste artigo é analisar as percepções de gestores de unidades de produção familiar do Planalto Norte de Santa Catarina, a partir de um conjunto de variáveis do ambiente externo e do ambiente interno que influenciam as estratégias e práticas de gestão. Esse trabalho utiliza a análise SWOT como instrumento metodológico, orientado pelos princípios da pesquisa qualitativa e quantitativa, de cunho exploratório e descritivo. As informações utilizadas nas análises foram obtidas por meio da aplicação de questionário em 20 unidades de produção familiar localizada no município de Canoinhas (SC).

E-mail: laraujo@epagri.sc.gov.bralexandregiehl@epagri.sc.gov.brfeliciano@epagri.sc.gov.br

Revista Desenvolvimento Socioeconômico em Debate. Link: http://periodicos.unesc.net/RDSD

 

GESTÃO DE UNIDADES DE PRODUÇÃO FAMILIAR DO EXTREMO OESTE CATARINENSE: PERCEPÇÕES SOBRE O AMBIENTE INTERNO E EXTERNO pdf

FAMILY PRODUCTION UNITS MANAGEMENT IN REMOTE WEST OF SANTA

CATARINA: PERCEPTIONS ABOUT THE INDOOR AND OUTDOOR

Como a prática da gestão e da criação de estratégias podem atender aos objetivos de transformar a sociedade do extremo oeste catarinense, contribuindo para a sua prosperidade? O presente artigo analisa as percepções de gestores de unidades de produção agropecuária familiar localizadas no extremo oeste catarinense a partir de um conjunto de variáveis de seu ambiente externo e interno. A pesquisa assume características do tipo quali-quantitativo, exploratório e descritivo, com base em revisão de literatura e por meio da aplicação de questionário aos agricultores.

Anais da Sociedade Brasileira de Sistemas de Produção (SBSP2016): http://www.sbsp.org.br/Anais/7/XI-Congresso

 

GESTÃO DE UNIDADES DE PRODUÇÃO FAMILIAR DE SANTA CATARINA: PERCEPÇÃO DOS AGRICULTORES SOBRE O AMBIENTE EXTERNO pdf

O último Censo Agropecuário Brasileiro (2006) registrou 193,66 mil estabelecimentos agropecuários em Santa Catarina que terão o futuro dependente de sua capacidade de gestão. Estudos da gestão que busca o entendimento de sua prática e de como pensam a respeito das variáveis ambientais externas a sua unidade de produção agropecuária, são relativamente raros. Estabelecer estratégias facilitadoras de sua capacidade de reprodução social requer um olhar tanto voltado para o ambiente interno, como também para o ambiente externo. As principais questões norteadoras do estudo são: (a) quais são as ameaças e as oportunidades das unidades de produção familiar na percepção dos agricultores? (b) quais as questões das dimensões externas se revelam merecedoras de maior atenção para a melhoria socioeconômica dos agricultores e sua família? Neste contexto, objetiva-se analisar as percepções de gestores de unidades de produção familiar localizadas em Santa Catarina a partir de um conjunto de variáveis de seu ambiente externo que influenciam na criação de estratégias e nas práticas de gestão.

Este evento engloba o VIII Congresso da APDEA e o II Encontro Lusófono em Economia, Sociologia, Ambiente e Desenvolvimento Rural – ESADR 2016: http://www.esadr2016.uevora.pt/