Juventude rural é a aposta na fruticultura

morango 01Juventude rural e fruticultura. No Oeste do Estado, conhecemos um exemplo de quem decidiu ficar no meio rural para investir no cultivo de morango. Um projeto que deu certo depois dos cursos de alternância da Epagri com foco em liderança, gestão e empreendedorismo.

O cultivo de morango foi a alternativa encontrada pelo jovem agricultor Rodrigo Corso, de Ipumirim. Hoje, produtor e Epagri comemoram juntos a qualidade das 3 mil plantas de morango que ocupam uma pequena área ao lado da casa dos pais.

morango 02Rodrigo colhe 60 kg por semana. “Eu estava pronto para ir embora para a cidade. Com o curso deu para tirar uma experiência boa, outra forma de trabalhar. Hoje estou bem satisfeito com a fruticultura, até para diversificar da suinocultura e do gado de leite”, explica Rodrigo. Só com o morango, ele consegue uma renda bruta mensal de aproximadamente R$ 4 mil. Um dinheiro extra que vem em boa hora, já que a família quer aumentar os pomares.

Na conclusão do curso da Epagri para jovens rurais, o projeto de vida do Rodrigo foi um dos escolhidos para ser apoiado pelo Programa SC Rural. Ele recebeu R$ 10 mil para fazer os investimentos.

morango 03Para os extensionistas da Epagri, cultivar morango também foi um desafio, já que a fruticultura não é comum na região. A vocação agrícola é criação de aves, suinocultura e pecuária leiteira. “Aqui optamos pelo sistema semi-hidropônico. A principal diferença para o 100% hidropônico é a presença de um substrato que vai sustentar a muda. Além disso, o fato do morango estar suspenso facilita o trabalho do produtor. O cultivo em abrigo protegido também é fundamental, pois o morango é muito sensível à umidade. Sem o isolamento, ao menos da parte aérea, pode ocorrer incidência de doenças fúngicas e bacterianas”, explica o extensionista rural da Epagri, Nédio Luís Patzlaff.

Para ver essa reportagem em vídeo, além de outras produções da Epagri, acesse nosso canal no YouTube.