Apicultores de Caçador aprendem sobre alimentação das abelhas

curso abelhas caçaQuando há pouca oferta de néctar, o apicultor precisa fornecer alimento para as abelhas. E para aprender a suprir essas necessidades nutricionais, produtores de Caçador e região participaram de um curso sobre alimentação apícola. A capacitação foi realizada no mês de março pela Epagri em parceria com a Associação de Apicultores (Acap) e a Associação Empresarial (Acic) do município.

O engenheiro-agrônomo Maurício Prates dos Santos, que ministrou o curso, explica que a alimentação apícola serve para manter as colmeias em épocas de pouca ou nenhuma entrada de néctar, seja por falta de florada devido à estação do ano, seja por momentos adversos, como períodos chuvosos. “As abelhas precisam, nesse período, suprir suas necessidades nutricionais. Então fornecemos açúcar VHP como fonte energética e bife proteico como fonte de proteína. Ele é preparado à base de levedo de cerveja, açúcar, soja e mel. Outra finalidade da alimentação é preparar os enxames para a produção nas grandes floradas”, detalha.

curso abelhas caçadorOs participantes também conheceram o sistema Apis Online, uma plataforma digital desenvolvida no site da Epagri para reunir dados da apicultura catarinense. O sistema disponibiliza informações geradas por estações automáticas de monitoramento distribuídas pelo Estado. Hoje são seis estações – uma delas instalada na Estação Experimental da Epagri de Caçador. Cada estação tem uma colmeia em atividade e equipamentos responsáveis por gerar dados de umidade, temperatura, molhamento foliar, precipitação pluviométrica e peso. O objetivo é compreender melhor como essas variantes climáticas interferem nas colmeias.

No decorrer deste ano, outras capacitações serão oferecidas para apicultores da região. Os interessados devem procurar o escritório da Epagri.