Revista Agropecuária Catarinense destaca papel da mulher no campo

rac mulheres qAs agricultoras e pescadoras catarinenses vêm ocupando cada vez mais espaços de liderança, empreendendo, realizando mudanças e superando desafios. A reportagem de capa da revista Agropecuária Catarinense, editada pela Epagri, traz histórias dessas guerreiras que estão transformando o espaço rural e da pesca e garantindo qualidade de vida à sociedade.

Outra reportagem mostra a trajetória da erva-mate no Planalto Norte Catarinense, uma planta que começou a ser usada pelos indígenas ainda antes da colonização europeia na região. Agora a Epagri se uniu a outras instituições para buscar uma Indicação Geográfica para o produto, que é reconhecido internacionalmente por seu sabor peculiar e seu modo de cultivo em harmonia com o meio ambiente.

capa racNa seção técnico-científica, a revista traz diversos artigos com resultados de pesquisas na área de agricultura sustentável que já estão chegando às propriedades rurais. Um Informativo Técnico mostra que o uso de armadilhas consegue controlar uma das piores pragas do arroz irrigado, o percevejo-do-grão. Essa alternativa reduz o uso de inseticidas e evita a contaminação do ambiente e do arroz colhido.

Outro texto trata do controle de doenças do maracujazeiro, enfatizando o manejo da cultura e a adoção de cultivares resistentes e adaptados às diferentes regiões. Uma Nota Científica apresenta os resultados de uma pesquisa que orienta os produtores no uso de feromônio sexual no combate à mariposa-oriental, que ataca a macieira.

Na seção Germoplasma, a revista traz o lançamento do cultivar de tangerineira precoce SCS458 Osvino, que tem alto potencial produtivo, tolerância ao frio e ausência de sementes. Outro destaque é o artigo que atesta a eficiência de duas formulações comerciais de terra diatomácea no controle do gorgulho-do-milho.

Para ler a revista, clique aqui.