Dia de campo sobre porta-enxertos de macieira e manejo da pereira em São Joaquim

dia campo maca e pera sjCerca de 40 pessoas, entre técnicos e fruticultores, participaram do dia de campo sobre porta-enxertos de macieira e manejo da cultura da pera que a Epagri realizou na Estação Experimental de São Joaquim no dia 30 de janeiro. Os pesquisadores Mateus Pasa e José Massanori Katsurayama apresentaram resultados de pesquisas desenvolvidas com essas culturas.

Nas áreas experimentais, foram apresentados o comportamento agronômico de cada porta enxerto de macieira das séries G e JM. Os participantes analisaram características como presença de pouco rebrote, boa capacidade produtiva, resistência a algumas doenças de solo, resistência ao pulgão lanígero, bom tamanho e qualidade dos frutos. Os destaques foram os porta-enxertos G 210 e G 814, mais adaptados às condições edafoclimáticas da região até agora.

Os pesquisadores também apresentaram os cultivares de pera Rocha, Santa Maria e Packham’s Triumph sobre os porta-enxertos Adam’s, BA 29 e Betulaefolia. O grupo observou a boa qualidade dos frutos e a produtividade dos pomares, principalmente do cultivar Rocha, um dos mais adaptados para plantio na região, com produtividades de 30,2t/ha até 54,6t/ha, de acordo com o espaçamento utilizado. “Esses dados demonstram que a pera, principalmente o cultivar Rocha, pode ser uma boa alternativa de diversificação da fruticultura na região, pois tem mantido a produção constante durante as safras”, destaca o pesquisador Marcelo Cruz de Liz, gerente da estação.