Família Batistella faz sucesso com geleias e compotas em Xanxerê

geleias xanxereO cardápio é variado e de sabores inusitados: geleia de abacaxi com pimenta, de maçã com pimenta, de abacaxi com gengibre e de tomate. Para quem gosta de sabores mais tradicionais, tem também geleia de pêssego, pera, goiaba, ameixa, abóbora com laranja, fisális e morango. A lista, que ainda tem compotas de uva, de pera ao vinho, de banana ao rum, de cebola e de pepino, não saiu da linha de produção de uma grande fábrica, mas de uma pequena agroindústria familiar na linha São Lorenço, interior de Xanxerê.

Inovação é o lema da família Batistella, que não se limitou às escolhas mais óbvias. As geleias com pimenta, abacaxi e tomate, por exemplo, foram criadas para comer com carnes ou queijo. Indianara, de 17 anos, filha mais nova do casal Valdecir e Neiva, diz que a combinação é perfeita. “Queremos fazer ainda receita de limão com gengibre e geleia de cebola, para quem gosta de novidades”, comenta.

Indianara conta que inicialmente a família produzia apenas para consumo, mas os amigos sempre pediam as conservas e os doces, até que participaram da feira da agricultura familiar, onde deram mais visibilidade aos produtos. “Como a mãe sempre trabalhou com comida, as pessoas pediam pra ela fazer, pois gostavam, e as indicações foram crescendo. Focamos nas conservas e geleias com maior ênfase. Até surgir a oportunidade de construir a agroindústria a partir de um projeto da Epagri”.

geleias xanxere 1A unidade de beneficiamento está quase pronta. A obra, orçada em mais de R$100mil, tem 77,6m² e é uma das únicas da cidade a ser construída com isopainel, material isolante térmico e de rápida construção.

Toda a produção da empresa é orgânica. Para as abelhas não atacarem o parreiral de uvas, por exemplo, é feito um chá de losna com pimenta para aplicação. “Apertamos bem os dois ingredientes, deixamos na água de um dia para o outro e depois borrifamos nos cachos. Como os dois ingredientes são fortes, as abelhas não vêm. O remédio é natural e não dá gosto na fruta, pois com o período natural vai exalando. Para os figos, é utilizada uma tela de proteção para afastar os pássaros”, explica Indianara.

A família vende os produtos no mercado da feira da Agricultura Familiar e também na propriedade.

Com fotos e informações de Cristiane Aline – Folha Regional.