Integração de gado e floresta é sucesso em Galvão

silvi1Nas propriedades rurais que trabalham com gado de leite os produtores estão melhorando os sistemas de produção, buscando assim, aumentar a eficiência no campo. Um aspecto muito importante está ligado ao bem-estar dos animais. Por isso, cada vez é mais comum o plantio de árvores junto aos piquetes, num sistema denominado silvipastoril.

silvi6A família Freschi, do município de Galvão, é um exemplo de sucesso no campo. Bela propriedade, filhos estudando e trabalhando com os pais, boa gestão do negócio agrícola. A atividade principal é a produção de leite que chega a mil litros por dia no pico de produção. A área de pasto ocupa oito hectares. São mais de 100 piquetes, sempre com alimento fresco e à vontade para as vacas e novilhas.

Um local para abrigo do sol vale muito para as vacas. Este conforto acaba resultado num melhor desempenho da atividade. Na propriedade dos Freschi, o eucalipto divide os piquetes e proporciona uma merecida sombra aos animais.

silvi3O extensionista rural da Epagri Elean José Balastrelli explica que além de as árvores trazerem renda ao agricultor, o silvipastoril oferece bem-estar aos animais. “A temperatura fica oito graus a menos que em áreas onde não tem árvores. Neste sistema, os animais têm pasto sempre disponível, água e sombra, o que resultado em maior rendimento na propriedade”.

silvi5O produtor Júnior César e a esposa Ilizangela estão satisfeitos com a atividade leiteira. Eles se preocupam em trabalhar com qualidade de vida no campo. O sistema silvipastoril trouxe os benefícios que eles buscavam para fazer da atividade um negócio ainda mais lucrativo e sustentável.

Veja esse e outros vídeos no Canal da Epagri no YouTube