Seminário discute IG para milho crioulos

anchietaAnchieta sediou, no dia 12 de julho, o seminário regional “Uma Indicação Geográfica (IG) para a região de Anchieta – milhos crioulos” No evento foram apresentadas as potencialidades e analisadas as possibilidades de estruturação de uma IG na região, a partir dos estudos realizados com milho crioulo preservado e cultivado por agricultores familiares.  

Uma das palestras, apresentada pela professora da UFSC Juliana Bernardi Ogliar, tratou sobre subsídios do conhecimento tradicional, técnico e científico para uma IG de milhos crioulos da região de Anchieta. Já o pesquisador Edson Silva, da Epagri, falou sobre conceitos e perspectivas para a busca dessa IG. Outro assunto foi sobre território, identidade e produtos da região de Anchieta, abordado pelo extensionista da Epagri/Cepa, Léo Teobaldo Kroth.

Ao final, os temas abordados nas palestras foram analisados e debatidos pelos participantes, que concluíram pela viabilidade de elaborar e encaminhar um projeto com vistas à realização dos estudos necessários para uma indicação geográfica de milhos crioulos para a região. A coordenação local do projeto ficará, nesta primeira fase, sob a responsabilidade da prefeitura, que deve promover a articulação institucional na busca de entidades parceiras para a viabilização e financiamento do projeto.

Os pesquisadores da Epagri e professores do CCA/UFSC deverão elaborar uma proposta de projeto para o desenvolvimento dos estudos e ações necessárias para a elaboração do dossiê para o pedido de registro da futura Indicação Geográfica junto ao INPI.

O seminário foi realizado na Câmara de Vereadores, com organização da Prefeitura Municipal de Anchieta, Epagri/Cepa/Gerência Regional de São Miguel do Oeste e NeaBio/CCA/RGV/UFSC. O evento contou com a participação do prefeito Ivan Canci, que é engenheiro-agrônomo e extensionista da Epagri, vereadores, secretários municipais, extensionistas da Epagri do município e da região, lideranças comunitárias, agricultores produtores de milho crioulo e representantes da comunidade.